sexta-feira, novembro 10, 2006

A Desertora / Desert Uoman

- Olá!
(nada)
- Hello!!!
(nada, --------------)
- Cucu?? Truz-truz. Trim, trim...
(nada vezes nada, elevado ao infinito)

Hoje não apareceste no messenger. Ainda esperei até às 10h00, podia ser que estivesses atrasada ou que finalmente tivesses tido a coragem para mandar o trabalho às urtigas e decidido que esta sexta estarias em greve, solidária com a função pública.
Lá pelas 10h30 lá apareceste tu a enviar-me uma mensagem escrita:

Olá, vim a Londres passear um pouco, ver as montras e espairecer.
Desculpa não ter dito antes nada, mas só hoje de manhã é que decidi que em vez de ir no sentido da Maia, o desvio seria para Francisco Sá Carneiro com paragem final em Stanstead, UK. Bjs Mts


Hum, pensei eu, foi para Londres, a jeitosa. Aposto que ia tão esbaforida que nem sequer fez o Euromilhões. E pronto, encarei a situação de frente e resolvi sobreviver da melhor maneira.
Ainda de manhã, entrevistei um candidato a comercial. E, por incrível, que pareça até consegui encontrar uma pessoa pela frente com quem deu algum alento conversar. Geralmente encontro indivíduos que não sabem sequer muito bem como se chamam quanto mais o porquê de estarem sentados a responder às minhas perguntas. Desconfio que se pelo meio da entrevista eu perguntasse algo como: prefere boxers ou slips?, eles responderiam com a mesma lentidão e sofreguidão de uma lesma: Ah, boa pergunta. Depende...Cá estamos, tenho mesmo que vir trabalhar 8 horas dia?

Sexta feira é dia de caldo verde ao almoço. Menina, com ou sem chouriça?
Claro que é com chouriça, eu sou mulher de bom sustento! È uma barulheira infernal de pratos, copos, e zumbidos de vozes que se sobrepõem a fazer pedidos disto e daquilo!!! Cumprida a missão de me alimentar, pago e saio o mais rapidamente possível e decido ir apanhar o Sol de Outono que para minha alegria impera sobre as poucas nuvens.
Enquanto caminho penso novamente na foragida. Onde estará? A esta hora está já a ouvir pessoas em redor a falarem inglês... Hello, how do you do??
Deve estar bem melhor do que eu, penso, a passear. Olho para o relógio e penso que melhor é apressar passo e ir tomar o meu carioca de limão.
Entro num outro café já na rua onde trabalho. A rua mais inacreditável e surreal que conheço. Não entro em pormenores, mas é uma rua onde os transeuntes estão, não raras as vezes, vestidos de pijama e robe enquanto passeiam os seus pulguentos caniches de estimação que se entretêm a presentear os passeios com pequenas mas perigosas armadilhas mal-cheirosas. E mais não digo que não é preciso.
Duas da tarde e continuo molenga. Este dia é de uma dualidade incrível: ora tenho energia, ora lentifico.
Os pensamentos baralham-se: Deixa lá estás quase a ir de fim de semana! ou então, Ainda falta fazeres isto e aquilo e aturares este e aquele (e mais aquele ainda!!) para entrares de fim de semana, faltam ainda 4 horas e meia...
Acho no fundo, que é a história do diabinho e do anjinho cada um a buzinar-me ao ouvido.
Quero que ambos se calem e por isso, coloco musiquinha ambiente aqui no meu estaminé.

Ok, já vi que hoje não vais mesmo aparecer.
Até amanhã.

Bjs Mtos

2 comentários:

Ivana disse...

Kiss, a lot.

Maria disse...

love you so much!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!