segunda-feira, outubro 30, 2006

Pózinhos de pirilimpimpim...


Conta-nos uma história; Uma história, essa é das difíceis acho que não iam gostar de nenhuma das que tenho para contar. Então, e porque dizes isso? Não têm príncipes nem princesas, nem fadas nem castelos,..., melhor não.
Oh vá lá; Não insistam ia ser pior para vocês e tirem essas carinhas de tristeza que me deixam triste também.
Não resisti ao pedido, à profundeza dos olhos de amêndoa e dos olhos com pingos esverdeados de azeitona.
Afinal tinha uma história com princesinhas e com fadas. Era uma vez...
Contei-lhes a história do nascimento de cada uma delas e de como esse acontecimento devolveu a magia à minha vida.

2 comentários:

Maria disse...

Conta-me histórias, sempre.
Faz-me voar nas tuas histórias, sempre.

Se não fossem as histórias e esse mundo tão particular delas, o que seria de mim???

Madalena disse...

Sim, como se não tivesses histórias fantásticas para nos contar.

Que venham elas, com ou sem principes, com ou sem princesas, com ou sem fadas e mágias.

Apenas conta-as, porque eu adoro-as.