quarta-feira, março 07, 2007

Porque estamos em tempo de crise!!!


Todos já ouvimos falar da dita crise que assola o nosso querido Portugal, ainda que ela não se reflicta em todos.


Portanto em tempo de crise tem de se fazer escolhas, pensar bem em tudo o que se compra e o que se deixa para comprar, nos jantares a que se vai, nos fins-de-semana fora que queremos passar ou mesmo nas férias que queremos fazer, nos presentes que se comprar e.... a alimentação ainda que um bem essencial e dita de primeira necessidade, sofre represálias. Portanto cá fica uma sugestão, um tanto ao quanto "bizarra", brusca e até mesmo mórbida, de poupança.


É tipo aquele provérbio: "Quando não se tem cão, caça-se com gato!" ou "Quando não há pão, até migalhas vão!". Agora de momento não me recordo de mais nenhum, mas deixo este espaço para outras frases ou soluções de poupança, sei lá, o que vos apetecer.
Deiam asas à vossa imaginação.

5 comentários:

Carminho disse...

Olha não fosse eu bem conhecida pela minha elevada forretice e não fosse a frase 'Quanto custa??' quase digna de patente pela minha parte, isto da poupança até me poderia passar ao lado. Mas não passa. Aliás trespassa-me todinha, da cabeça aos pés.

Houve um episódio no âmbito do rigor orçamental que impus à minha pessoa e que passo a narrar:

Como gaija que sou, uso base diariamente, faz parte do meu ritual matinal...Só no Verão é que uso uns pós compactos, mas é porque aí costumo andar com um tom mais bronzeado e não este amarelo estranho que me caracteriza no Inverno (não fosse a dita e miraculosa base que disfarça a coisa!!)

Posto isto e sendo eu fiel à base sa Helena Rubbinstein que custa cerca de 50 euros (!!!!) e que acaba num instantinho (!!!)resolvi, um dia, que poupando no dito frasquinho poderia canalizar os troquitos em algo que me desse mais prazer...e proveito!
Ora não fosse eu de extremos, num dia à ida para o sitio onde almoço, resolvo entrar, com uma colega, numa loja dos chineses...
Aconselhada por essa colega, ainda que céptica, lá comprei um frasquinho de base Ting Tong Pui...
Preço = 4,5 euros!!
Claro q vim toda contente para casa, se bem que pensava no caminho: 'ainda fico com uma alergia''; 'isto deve fazer super mal à pele''....e etc e tal.

Em frente ao espelho lá estava eu, de cara lavada, pronta a experimentar a dita cuja!! Espirrei um pouco da base na mão e espalhei-a na cara...5 segundos depois que vejo eu?
....
....
Nada!! A base era imediatamente absorvida pela pele, ou seja, ter ou não ter base chinoca na cara, era a mesma coisa!!!
Fiquei piurça!!

Não passaram muitos dias e estava eu na Companhia dos perfumes a comprar a famosa Heleninha que pelo menos, custava os olhos da cara, mas não era transparente!!

Porém como no meio está a virtude e como gosto de experimentar, fui a uma farmácia (quando o frasquinho da base terminou) e experimentei uma base da Vichy super porreira!! Custou cerca de 15 eur...

E pronto, esta é a minha história de poupança em bases faciais!
prevejo lançar uma crónica parecida daqui a uns 20 anos, a relatar episódios de poupança com cremes Anti-rugas!!
LOL
Viva a poupança!!

Viva!!

Carminho disse...

Dp há também a já célebre frase:

« Eu fiz as contas...»

e vi que não dava para comprar!

Haja saude, trabalhinho, friends and lots of love!!

:)

Resta-me o consolo de aqui no nosso portugalinho um bilhete de cinema não custar 15 eur como em london! Xiça!

Maria disse...

A fome é negra, né!!!

Forreta nunca fui muito.
Poupada sim.
Mas dantes era uma menina de classe média com alguns momentos de deleite na MNG e afins, onde me dava ao luxo de comprar 3 camisolas numa tarde.

Agora que sou pobre e tenho de fazer contas à vida, MNG e afins era bonito mas num há!!!!

A forretice pode ser uma necessidade! No meu caso passou a ser.

Haja saúdinha, amiguinhos e muito amor!!!!

E pronto, esquecer o cinema por este m~es e pelo próximo!!!

:-)

Madalena disse...

A história do haja saudinha e trabalhinho, é, de facto, o auge, da história da poupanças e das frases feitas para a temática.

É a crise...

Carminho disse...

Fui ao modelo na hora do almoço re-abastecer stock laboral de iogurtes.

Tinha lá marca Continente, os mais baratos!
... Comprei iogurtes Danone e Adagio...( eram os mais caros, shhhh)


Sou REBELDE!!! Livo perigosamente!!!