terça-feira, abril 03, 2007

Princesa Girassol e seu Rei-Sol


Era uma vez uma rapariga de seu nome Girassol.
Girassol amava um rapaz de seu nome Sol, um belo rapaz de olhos esverdeados e que, tal como o astro-rei , transmitia à jovem Girassol a felicidade através do seu enorme resplendor e brilho, tanto interior como exterior. Tal como a flor, a beleza e a vitalidade desta eram enaltecidos pelo Sol.
Sol era uma pessoa muito talentosa e Girassol reconhecia esse brilho em Sol, que o distinguia de todos os outros rapazes que conhecia.
Para Girassol, Sol era a luz do seu dia e o brilho da Lua confidente, à noite...
Exactamente há um mês atrás, Sol, sempre cheio de energia e vitalidade, aceitara um projecto de trabalho num outro país, distante. Forçosamente, Sol e Girassol iriam estar separados um do outro, durante dois meses!
Girassol, ao tomar conhecimento da novidade por parte de Sol, desatou num pranto só. Chorou, chorou e Sol, pacientemente, enquanto lhe limpava as lágrimas do seu rosto, tranquilizava Girassol, com palavras que lhe transmitiam coragem e força. Sol era claramente mais forte do que a frágil Girassol. Fazia parte da sua natureza, sempre encarar os desafios de frente e com vontade de vencer!
Apesar de todo o calor que Sol transmitia à jovem Girassol, esta sentia-se esmorecer.
Custava-lhe imaginar-se sem o seu Sol! Como seria dali em diante, sem o seu Sol? Sem poder abraçá-lo ao fim do dia?!
No entanto, Girassol sabia que era importante apoiar o Sol nesse momento, porque Sol era forte, mas Sol precisava de sentir que Girassol iria ficar bem, para poder seguir o seu caminho com toda a força e confiança que tanto o caracterizavam!
Na hora da despedida, Sol e Girassol deram um longo e terno abraço e prometeram um ao outro que iriam ser fortes. Dentro de si, Girassol sabia que também partia no coração do seu Sol e este também sabia que ficava com Girassol no seu pensamento e coração.
Foram-se passando os primeiros dias e Girassol sentia já dentro de si as saudades a apertarem-lhe o peito. Havia dias em que sentia uma enorme vontade de chorar e chorar, mas lembrava-se do que prometera a Sol e enchia o peito de ar e resistia ceder à fraqueza.
A cada dia que passava, Girassol repetia a si mesma que sabendo que o seu Sol estava bem, isso lhe bastaria para estar também ela bem.
Dias houve em que a jovem Girassol, porém, esmoreceu e tal como a flor, as suas pétalas ficaram mais enrugadas e cabisbaixas, o seu caule enfraqueceu, a sua cor ficou mais esmorecida. Girassol precisava da luz do seu Sol! E ela ia repetindo, qual ladaínha, a contagem dos dias que iam passando. Olhava o calendário mais do que uma vez no dia e sonhava com o dia em que tornaria a sentir o seu querido Sol nos seus braços!
Entretanto Sol ia cumprindo a sua missão e apesar da distância, todos os dias falava com Girassol. Apesar de também ele, Sol, por vezes se sentir sozinho e carente dos mimos da sua Girassol, Sol nunca deixou de dar encorajar Girassol a ser forte, a cuidar de si.
Sol continuava assim a cuidar da sua flor, como sempre fizera: com Amor e uma enorme dedicação.
Hoje faz precisamente um mês que Sol está noutro país e dia após dia, Girassol começa a ganhar mais e mais força, porque sabe que o grande dia está quase a chegar! O dia em que o seu Sol, o seu astro, o seu mais que tudo na vida, regressará para perto de si.
Girassol fecha os olhos e sorri de felicidade com esta imagem. A imagem de Sol que a aquece, a anima, lhe dá toda a vitalidade e energia. Os seus braços, tal como as vigorosas pétalas de um girassol, estarão abertas para o receber, o acolher, o amar.
Porque Girassol está e estará sempre virada na direcção do seu Sol...


(...e o vento está a nosso favor :))



3 comentários:

Bilha disse...

Recordo um dia,
chamei-te girassol
não pelas tuas pétalas
corações alongados
amarelos e dourados
Nem pelos olhos
de avelã cintilantes
Mas pelo sorriso
que me enredou
Desde a primeira vez…
Quando tu sorris
o teu rosto é uma festa
sublime
esfusiante de alegria
Que desperta em mim
um desejo louco
de procurar a tua boca
e depositar
um beijo quente,
Doce,
Apaixonado,
de Amor!!

… meu Girasol!!


Do teu Sol ...
ILY

Carminho disse...

E hoje faz dois meses.

Falta pouco ...

:)

Carminho disse...

Véspera...
Quem me dera acelerar os ponteiros do relógio e ter-te já aqui juntinho a mim!
(suspiro)