quarta-feira, setembro 29, 2010

A valsa dos amores impossíveis ...

3 comentários:

Ivana disse...

Essa cena está sempre comigo. sempre.
Eu gosto tanto!

Betty disse...

Que coincidência!

Ainda há umas semanas vi os dois filmes e fiquei encantada.
Gostei do primeiro pela rebeldia de passar umas horas com um desconhecido/a e manter horas e horas de conversa com conteúdo, adorei o segundo pela maturidade das personagens e pela cumplicidade que ainda os unia passados tantos anos.

E esta cena diz tudo.

Maria disse...

Gosto muito dos 2 filmes. E desta cena, claro!!!